Agrupamento Amato Lusitano premiou os melhores de 2016/2017
Educação
2017-11-06 09:52:32
Patrícia Calado

Decorreu no sábado, no Cine-teatro Avenida, a cerimónia de entrega de prémios de mérito aos melhores alunos do Agrupamento de Escolas Amato Lusitano, relativamente ao ano letivo 2016/2017.

De acordo com João Belém, diretor deste agrupamento, as notas classificativas não são os únicos critérios para a atribuição dos prémios de mérito. A assiduidade, a dedicação, o empenho e até a participação em associações ou em projetos de voluntariado fazem parte das normas para a atribuição destes prémios.

“Prémios reconhecem mérito, dedicação, desempenho escolar e empenho na comunidade”, disse João Belém, frisando que não se podem separar duas áreas que se interligam: a educação e o social.

Um ideal partilhado por José Alves, vice-presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco e Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco, que afirmou que “os prémios transformam a escola e os alunos para que se torne homens e mulheres melhores”. De salientar ainda que a Misericórdia de Castelo Branco também atribuiu prémios de mérito, de forma a congratular alunos que igualmente lutam por uma sociedade melhor.

Ainda para João Belém, estes prémios méritos acabam por ser um “incentivo para os premiados e também para aqueles que podem vir a receber”.

“Investir nas crianças tem sempre um retorno para uma sociedade mais educativa”, fundamentou.  

Esta cerimónia, que encheu o Cine-teatro Avenida com alunos e encarregados de educação, é segundo João Goulão, presidente do Conselho-Geral, já “um ato de referência no calendário do agrupamento”. 



Última edição