“Porque é que gostamos de áreas florestais?” hoje no SerQ
Sertã
2017-12-12 10:49:33
Povo da Beira

Hoje, a partir das 18 horas, o SerQ – Centro de Inovação e Competências da Floresta, na Sertã, acolhe mais uma sessão de “Cafés de Ciência”, desta feita dedicada ao tema “Porque é que gostamos de áreas florestais?”, dinamizada por José Paulo Sousa.

Será uma conversa informal sobre a importância da floresta a diferentes níveis (produtivo, ecológico, etc.) e de que modo os intervenientes percecionam a floresta, o seu valor intrínseco e o valor dos seus produtos, a sua gestão e o que deve ser protegido.

José Paulo Sousa, doutorado em Ecologia pela Universidade de Coimbra, desenvolve investigação em ecologia de solo em sistemas agroflorestais, procurando avaliar as relações entre a biodiversidade (estrutural e funcional) e a prestação de serviços do ecossistema de modo a perceber qual o efeito de alterações na gestão e na paisagem, e ainda efeitos derivados de eventos climáticos extremos, exercem nestas internações e na prestação dos serviços.

Os “Cafés de Ciência” são conversas informais sobre ciência, abertas a todas as idades, integradas no ciclo de conversas promovido mensalmente pelo SerQ em parceria com o Município da Sertã e o Exploratório - Centro de Ciência Viva de Coimbra. A participação é gratuita.



Última edição