Sete farmácias no distrito em situação de penhora e insolvência
Castelo Branco
2018-01-12 11:23:16
Patrícia Calado

Em 2018, mais de um quinto das farmácias portuguesas entrou em processo de insolvência e penhora, representando assim 21,4%.

Esta realidade também se faz sentir no distrito de Castelo Branco, em que, sete farmácias encontram-se nesta situação, atravessando uma crise económica, sem garantias de sobrevivência.

A crise no setor farmacêutico não é recente, já que, em 2017 esta situação já se refletia a nível nacional, pois num universo de 2943 farmácias, 630 estavam em dificuldades. Uma informação fornecida pelo barómetro MOPE, do Centro de Estudos de Avaliação em Saúde (CEFAR).

“A economia portuguesa tem dado passos em frente, mas as farmácias continuam a viver num clima de crise e austeridade”, justificou Paulo Cleto Duarte, presidente da Associação Nacional das Farmácias (ANF).



Última edição