Alcains vence e está a um passo do título
Desporto
2018-04-08 12:06:57
Lourenço Martins de Carvalho

O encontro entre o CD Alcains e o Vitória de Sernache era considerado o “jogo do título” do Campeonato da Associação de Futebol de Castelo Branco. As duas equipas, que estão nos dois primeiros lugares da tabela classificava, estavam separadas por um ponto, com vantagem para o conjunto da casa, restando apenas dois jogos para o fim da Liga Bricomarché.

O Alcains venceu (2x1) o encontro e ficou com uma mão e meia no título. Os comandados de João Laia estão agora com mais quatro pontos de vantagem, quando há seis pontos em disputa.

A partida ainda não tinha chegado ao minuto cinco e o marcador já estava a mexer e para o Alcains. Fábio Sousa ganhou espaço na zona central e, de longa distância, rematou rasteiro e fez o primeiro tento da tarde.

O jogo estava equilibrado, com as duas equipas a procurar a baliza adversária, mas os pupilos de João Laia eram mais perigosos quando tinham a posse de bola. Exemplo disso foi o cabeceamento de Samuel.

Num livre batido por Patriarca, o camisola 3 ganhou nas alturas e obrigou Alex a uma excelente intervenção.

O encontro estava com uma intensidade muito alta. Os jogadores disputavam cada lance como se fosse o último e não davam nenhuma bola como perdida.

O primeiro lance de verdadeiro perigo para os forasteiros apareceu apenas perto da meia hora. Fabiano, no centro do terreno, isolou Leandro, mas Oleh estava atento e saiu rápido dos postes e agarrou o esférico.

O Sernache voltou a chegar perto da baliza contrária. Zé Miguel cruzou na esquerda, Oleh falhou a saída, mas ninguém conseguiu desviar a bola.

A jogada anterior foi o aviso do que podia mesmo ter acontecido alguns minutos depois. Novo cruzamento de Zé Miguel na esquerda, o guardião da casa falhou a saída e Willian, com a baliza aberta e com tudo para igualar o marcador, cabeceia por cima. Que grande oportunidade desperdiçada pelos forasteiros.

A turma do concelho da Sertã estava a ameaçar e o golo do empate acabou mesmo por surguir antes do intervalo. Na sequência de um canto longo, a bola sobrou para Willian que serviu, no centro da área, David que, de cabeça, atirou para o fundo das redes.

O árbitro apitou logo de seguida para o descanso e o tento dos visitantes dava justiça ao resultado. O Alcains esteve melhor nos primeiros minutos, mas o V. Sernache, com a entrada de Sandro, mudou as incidências e ficou por cima do encontro.

Os visitantes entraram mais perigosos e Zé Miguel, por duas ocasiões, e Cunha deram os primeiros avisos da segunda parte.

O Sernache, que só a vitória lhe interessava, lançou-se para o ataque à procura do golo e controlou as incidências dos segundos 45 minutos. Os jogadores da casa preocupavam-se em defender bem e explorar o contra-ataque.

A grande oportunidade da segunda metade esteve na cabeça de Willian. O avançado cabeceou colocado, mas Oleh esticou e conseguiu desviar o esférico para canto.

Os últimos minutos foram de muitos nervos. Os jogadores pegaram-se junto ao banco da equipa da casa e Bruno e Herculano, dos forasteiros, acabaram expulsos da partida.

Na última jogada do encontro, Velho, que tinha entrado entretanto na segunda parte, deu a machada final e confirmou uma vitória muito importante para o Alcains, que pode, na próxima semana, confirmar o título.

Na próxima jornada, os “canarinhos” de Castelo Branco deslocam-se à Atalaia do Campo, enquanto os pupilos de António Joaquim recebem o Vila Velha de Ródão.

FICHA DE JOGO

Estádio: Trigueiros de Aragão

Árbitro: Tiago Gonçalves

ALCAINS: Oleh, Samuel, Soares, Patriarca, Leo, Cordeiro, Greg (Miguel 85’), Delvany, Fábio Sousa, Yero (Velho 75’), Aryson (Diogo 69’)

Treinador: João Laia

Suplentes não utilizados: Roberto, João Vaz,  Diego, David

V. SERNACHE: Alex, Bruno, Zé Miguel, David, Willian, Lamine (Tanaka 90’), Cunha (Filipe 88’), Fabiano (Sandro 31’), Herculano, Daril, Leandro

Treinador: Joaquim António

Suplentes não utilizados: Henrique, Ricardo, Mateus,Brito

GOLOS: Fábio Sousa (3’), David (45’), Velho (90’)

Disciplina: Yero (22’), Lamine (26’), Leo (39’), Willian (43’), Delvany (55’), David (68’), Diogo Gaspar (90’)

Cartão Vermelho: Bruno (90’), Herculano (90’)



Última edição