Clube de Castelo Branco celebrou o 114.º aniversário
Castelo Branco
2018-04-14 11:42:15
Lourenço Martins de Carvalho

O Clube de Castelo Branco – Associação de Cultura e Recreio – assinalou na passada terça-feira, dia 10 de abril, o 114.º aniversário, contando com diversas atividades ao longo do dia.

Alfredo Augusto, presidente da Associação, afirmou que quer manter “a tradição de celebrar o aniversário” e destacou a longevidade do Clube.

“A novidade é que o Clube quis estar de pé e continua de pé até ao dia de hoje. É um clube antigo, já tem 114 anos, e espero que continue por muitos anos. Não digo que seja comigo, mas era uma pena deixar morrer um clube destes”, disse.

O líder associativo rejubilou-se pelo facto de manter o Clube ativo e com dinâmica. “Não temos deixado o Clube morrer e a prova está à vista. Todos os dias tenho a casa cheia, com dez mesas ou mais a jogarem às cartas. O bar também está sempre em funcionamento”, acrescentando que, nesta altura, a Associação conta com 234 sócios “reias, sem quotas em atraso”.

Alfredo Augusto confessou que, para o futuro, gostava de contar com mais animação e atividades, mas lembrou que “não pode fazer tudo sozinho”. Garantiu, porém, a realização dos já tradicionais Santos Populares e a possibilidade de organizar a Passagem de Ano.

Se pudesse fazer um pedido às entidades – Câmara Municipal e Junta de Freguesia – as janelas e as portas eram remodeladas.

 “O pedido deste ano era o arranjo das janelas e das portas, têm de ser pintadas, é uma necessidade. Queremos conservar a Sede do Clube, uma vez que é a principal imagem, e as janelas e as portas estão a ficar podres. Já arranjei o bar e este ano já instalamos o ar condicionado”, concluiu.

O aniversário teve atuação do vocalista, acordeonista e organista Manuel Emídio, contou ainda com a distinção aos sócios que cumprem 25 ou 50 anos de associados e a apresentação do hino do Clube, terminando com um lanche ajantarado e uma sessão de Fados.



Última edição