Elza Pais apresentou candidatura em Idanha
Idanha-a-Nova
2018-05-04 11:28:00
Povo da Beira

A apresentação da candidatura de Elza Pais à presidência do Departamento Nacional das Mulheres Socialistas (DNMS), no distrito de Castelo Branco, aconteceu na passada quarta-feira, 2 de maio, em Idanha-a-Nova.

A candidatura foi apresentada durante um almoço repleto de militantes e simpatizantes do PS.

Elza Pais partilhou as linhas orientadoras da sua moção, numa iniciativa que contou com a presença dos mandatários distritais Idalina Costa e Joaquim Morão e da diretora distrital de campanha Fátima Santos.

A igualdade no mercado de trabalho e no Poder Local, a educação para a igualdade e cidadania e o combate à violência de género são algumas das ideias-chave do projeto “Igual Poder – Novas Lideranças”.

Elza Pais recandidata-se a um segundo mandato de dois anos como presidente do DNMS para continuar a afirmar uma ideia de futuro que mobilize mulheres e homens na promoção dos direitos humanos e do princípio, constitucionalmente garantido, da igualdade e não discriminação.

Os mandatários da candidatura intervieram nesta sessão. Idalina Costa apelou ao voto em Elza Pais nas eleições de 11 de maio, por considerar que a deputada à Assembleia da República “tem estado na vanguarda da defesa dos direitos das mulheres” e irá “dar continuidade ao trabalho que tem vindo a realizar com mais e melhores conquistas”.

Joaquim Morão, por seu lado, realçou que “esta é uma oportunidade para motivar as mulheres a participarem cada vez mais na vida pública”.

O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, e a presidente das Mulheres Socialistas do Distrito de Castelo Branco, Cristina Granada, foram outras figuras presentes na apresentação da candidatura.

Socióloga, docente universitária e investigadora, Elza Pais é deputada à Assembleia da República onde exerce também funções como presidente da Subcomissão de Igualdade e Não discriminação.

Anteriormente, exerceu, entre outros, os cargos de secretária de Estado da Igualdade no XVIII Governo Constitucional, presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) e coordenadora da Estrutura de Missão contra a Violência Doméstica.



Última edição