Idanha-a-Nova cria associação cultural para preservar e valorizar a viola beiroa
Idanha-a-Nova
2018-05-16 12:43:00
Povo da Beira

A viola beiroa já tem uma associação cultural em Idanha-a-Nova, cujo objetivo passa por preservar e valorizar a identidade deste instrumento musical tipico da região.

“Cabe a todos trabalhar a enorme riqueza cultural e etnomusical do concelho de Idanha, para que juntos a possamos [viola beiroa] preservar, promover e divulgar ”, refere em comunicado, o presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto.

O autarca explica ainda que a viola beiroa é uma das apostas da estratégia de Idanha-a-Nova, Cidade Criativa da Música da UNESCO e tem sido, progressivamente, introduzida nos grupos do concelho.

A criação da Associação Cultural Viola Beiroa de Idanha-a-Nova visa preservar e valorizar a identidade deste instrumento musical típico da região, sendo que a coletividade vai apostar também na formação de novos executantes, na construção deste instrumento musical, na investigação e na sua divulgação ao vivo.

O mestre Alisio Saraiva, principal responsável pela revitalização da viola beiroa nas últimas duas décadas é o presidente da recém-criada associação.

“O objetivo principal é a preservação deste património do concelho de Idanha-a-Nova, através de oficinas de construção e do ensino para formação de novos executantes”, explica Alísio Saraiva.

A Associação Cultural Viola Beiroa surge no seguimento do primeiro curso de construção do instrumento, que decorreu em 2016 e 2017, promovido pelo município de Idanha-a-Nova e a Filarmónica Idanhense.

O projeto tem como referência a viola beiroa exposta no Museu Nacional de Etnologia, modelo que era tocado por Manuel Moreira, de Penha Garcia, um dos mais influentes executantes deste instrumento musical no concelho de Idanha-a-Nova.

 



Última edição