Autarquia mantém aposta na fixação de população
Vila de Rei
2018-06-14 11:00:52
Povo da Beira

A Assembleia Municipal de Vila de Rei aprovou por unanimidade, na sua reunião ordinária de 11 de junho, as alterações ao Regulamento de Apoio à Fixação da População, que reforçam as medidas já existentes para as pessoas que fixem residência no concelho.

O novo regulamento inclui um apoio de 750 euros para agregados familiares que constituam união de facto e um apoio adicional também de 750 euros para famílias que fixem a sua residência no concelho (com um montante adicional por cada filho, até aos 16 anos, que se inscreva nos estabelecimentos de Ensino de Vila de Rei, de 750 euros para o primeiro filho, mil euros para o segundo e 1.250 euros para a terceira criança).

Estes apoios juntam-se às anteriores medidas já em vigor de apoio ao casamento (750 euros) e nascimento (750 euros para o primeiro filho, 1.000 euros para o segundo, 1.250 euros para o terceiro e 1.500 euros para nascimentos com recurso à fertilização in-vitro).

As medidas de apoio ao nascimento são também reforçadas, com um apoio adicional de 500 euros por criança para a aquisição de produtos de puericultura (alimentação, amamentação, segurança, higiene e bem-estar), a serem utilizados nos estabelecimentos comerciais do concelho.

Ricardo Aires, Presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, afirma que “a aprovação deste novo regulamento vem dar uma força adicional na luta contra a desertificação do interior, proporcionando melhores condições para que as pessoas se possam fixar no concelho. As medidas adicionadas ao nosso regulamento vêm adaptá-lo às novas necessidades, aumentado os apoios atribuídos, ao mesmo tempo que damos um precioso auxílio aos estabelecimentos comerciais, através das novas medidas para a aquisição de produtos de puericultura".



Última edição