Base Permanente do Grupo de Intervenção de Prevenção e Socorro da GNR inaugurada
Proença-a-Nova
2018-08-01 11:11:18
Povo da Beira

O Secretário de Estado das Autarquias Locais, o 2º Comandante Geral da Guarda Nacional Republicana e o presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova descerraram a placa de inauguração da Base Permanente do Grupo de Intervenção de Prevenção e Socorro (GIPS) da GNR em Proença-a-Nova em cerimónia que se realizou esta quinta-feira, 26 de julho, no hangar do Aeródromo Municipal, nas Moitas.

Nas intervenções realizadas, destacou-se o esforço da autarquia - que foi responsável pela adaptação das instalações que acolhem a equipa de 18 elementos que irá guarnecer o helicóptero e brigada terrestre para ataque imediato - e o papel destes grupos no esforço conjunto de prevenir e combater os incêndios florestais.

Carlos Miguel, Secretário de Estado das Autarquias Locais, destacou precisamente o trabalho das câmaras quanto à limpeza das faixas de proteção, gestão de combustível e informação às populações.

A duplicação de operacionais ao longo deste ano é, por sua vez, um dos resultados do esforço do Governo para o combate e prevenção dos incêndios, havendo mil GIPS em todo o território nacional. Às autarquias e Governo junta-se o esforço de todos os portugueses e a resposta assertiva que deram ao longo deste ano.

“Todos temos de fazer mais e melhor, todos temos que continuar este esforço e este esforço faz-se em parceria, faz-se em cooperação, porque só em parceria e em cooperação e cada um sabendo aquilo que tem que fazer, conseguiremos resolver um problema que é de todos nós e, sendo de todos nós, temos todos nós que estar mobilizados para ele”, disse Carlos Miguel.

Na sua intervenção, o presidente da autarquia destacou a abrangência do serviço prestado pelo GIPS que servirá toda a região, na primeira intervenção aos fogos e também na vigilância e patrulhamento, tendo João Lobo apontado ainda a colaboração que pode existir com os postos territoriais no sentido de reforçar a presença da GNR no território, contribuindo para a segurança de pessoas e bens, importante fator de atratividade.

“Estou certo que esta força será, por isso, um benefício grande para estes concelhos, ultrapassando muito para além daquilo que é só o combate aos incêndios”, afirmou.

Para além desta parceria que permitiu a instalação da base permanente dos GIPS no Aeródromo Municipal, a autarquia é também proprietária do imóvel do posto territorial da GNR de Proença-a-Nova, revelando “um casamento que já dura há muitos anos”.

João Lobo incentivou assim a que o Governo possa equacionar mais medidas de descentralização, dando condições a que haja, “através da autonomia da administração central, a capacidade de nos municípios se gerar melhor eficiência de recursos. Estou certo que será esse o caminho”.

O 2º Comandante Geral da Guarda Nacional Republicana, Tenente General José Nunes da Fonseca, agradeceu o empenho da autarquia nas instalações agora inauguradas.

“Estamos perante uma pronta resposta às expetativas e preocupações de instalação dos militares do GIPS em infraestruturas dignas mas sóbrias, com melhores condições de habitabilidade e mais adequadas, sempre na perspetiva de melhor serviço público”, referiu.

Após a visita às instalações, a comitiva deslocou-se ao Centro de Meios Aéreos de Proença-a-Nova, onde foi recebida pela Força Especial de Bombeiros e Bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova, tendo o comandante operacional nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil apresentado o trabalho que é desenvolvido no Centro, articulando todas as forças envolvidas no combate aos incêndios florestais.



Última edição