Proença-a-Nova reforçou meios de vigilância e combate aos fogos florestais
Proença-a-Nova
2018-08-08 12:44:34
Povo da Beira

A Câmara Municipal de Proença-a-Nova reforçou os meios de vigilância e de combate aos fogos florestais, dando resposta ao nível de prontidão lançado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil.

“Os bombeiros estão vigilantes e em pontos específicos, temos o reforço no terreno de quatro equipas da câmara e das juntas de freguesia [Proença-a-Nova], às quais se juntaram mais três equipas da Associação de Produtores Florestais e outra equipa da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB)”, explicou o presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo.

O autarca sublinhou que neste momento, com o reforço dos meios de vigilância e de combate aos fogos florestais no concelho de Proença-a-Nova, têm maio e melhor condição para olhar para o território e, caso surja alguma ignição, tem meios para que a primeira intervenção “ocorra muito rapidamente” e com capacidade reforçada.

“Preparamo-nos relativamente aquilo que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) alertou, temperaturas muito altas e a humidade relativa também vai baixar. Por isso, os níveis de preocupação aumentam pelo que temos no terreno mais capacidade instalada”, frisou.

Já em relação às medidas preventivas e de apoio à população para fazer face à onda de calor, o autarca disse que tem recorrido às redes sociais para alertar e sensibilizar a população.

Contudo, com uma população envelhecida e sem acesso às novas tecnologias, João Lobo explicou que tem no terreno a Unidade Móvel de Saúde (UMS) de Proença-a-Nova a realizar ações de sensibilização desde a passada semana, quer junto à população das freguesias, quer nas praias fluviais do concelho.



Última edição