ADRACES reage às acusações do PSD
Castelo Branco
2018-09-05 12:16:12
Povo da Beira

A ADRACES - Associação para o Desenvolvimento da Raia Centro-Sul - emitiu um comunicado esta terça-feira, dia 4 de setembro, às acusações do PSD de Castelo Branco.

No referido documento, a Associação afirma que a informação lançada pelos Socais-Democratas "não corresponde à verdade" e explicou que a permanência de António Realinho como Diretor Executivo da ADRACES "não tinha de ser deliberada em Assembleia-Geral".

Recorde-se que o PSD de Castelo Branco acusou Luís Correia de permitir a permanência de António Realinho na ADRACES, após a condenação em tribunal.

Leia o comunicado da ADRACES na íntegra:

"Exmºs Senhores,

Em comunicado de 03-09-2018  a CPC do PSD de Castelo Branco refere que o Dr. Luís Correia, na qualidade de Presidente da Assembleia Geral da ADRACES permitiu que no referido órgão fosse discutida e aprovada a permanência do Dr. António Realinho como Director Executivo da mencionada Associação.

Esta informação não corresponde à verdade.

Com efeito a permanência do Dr. António Realinho como Director Executivo da ADRACES não tinha de ser deliberada em Assembleia Geral, dado o facto de se tratar de um trabalhador do mapa de pessoal da ADRACES contratado sem termo em 1993.

Com os melhores cumprimentos,

A Direcção da ADRACES".



Última edição