Sobreira Formosa prepara-se para receber Festival do Plangaio e do Maranho
Proença-a-Nova
2018-09-14 11:47:03
Povo da Beira

A Sobreira Formosa recebe, nos dias 22 e 23 de setembro, o Festival do Plangaio e do Maranho, dois produtos gastronómicos de destaque do concelho de Proença-a-Nova.

A edição deste ano apresenta um programa variado com propostas que vão desde a gastronomia, à música tradicional, passando pela história local e pelas tradições e costumes.

No primeiro dia de festival, sábado, 22 de setembro, estará em destaque ao Ciclo do pão: do campo ao forno, às 17h30, com um atelier de cultura e gastronomia que convida os participantes a colher as espigas de milho, amassar, cozer e provar a tradicional broa de milho. 

Esta iniciativa, que integra do projeto Beira Baixa Cultural, será acompanhada pela recriação teatralizada de momentos associados a esta atividade.

A tradicional desfolhada continua a fazer parte do programa e terá lugar às 19 horas, seguida da atuação da Banda Red Seven que encerrará o primeiro dia de festival com música de baile.

No domingo, um dos pontos altos do festival será marcado pela reconstituição da Batalha do Alvito, com início no Edifício Forte e Baterias às 15 horas, dirigindo-se em cortejo para a Praça Cónego José Esteves (local onde decorre o Festival do Plangaio e do Maranho). Esta ação encenada representa o choque entre os invasores vindos de Espanha e as tropas portuguesas comandadas pelo Conde Lippe em 1762, cujo choque se deu junto à ribeira do Alvito na zona da Catraia Cimeira, perto do Forte das Batarias I.

As Cozinhas ao Vivo são sempre momentos de grande expetativa. Este ano, as papas de carolo voltam a ter destaque, no sábado, às 16h30, com as dicas deste prato que pode ser servido como doce ou salgado e que está bem presente na gastronomia local. No domingo, ao meio dia, é a vez do Chef Rui Lopes abrir o apetite para o almoço e apresentar as suas sugestões com plangaio e com maranho.

Inserido neste certame, terá lugar o 1º Festival das Artes da Beira Baixa, com a participação da Sociedade Filarmónica Oleirense e dos Resineiros, no sábado, do Rancho Folclórico e Etnográfico de Oleiros, do Grupo Etnográfico de Danças e Cantares do Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento de Vila Velha de Ródão e do Grupo de Música Tradicional Portuguesa “Quintarolas”, no domingo.

Este festival conta com a realização de várias iniciativas inseridas no projeto Beira Baixa Cultural da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa, cofinanciado no âmbito do Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional da União Europeia, como o Atelier de Cultura e Gastronomia – o Ciclo do Pão, a Rota das Visitas Guiadas e Encenadas – A Batalha do Alvito, e o Festival das Artes da Beira Baixa.



Última edição