Hotel do Templo nasce da Casa Marrocos
Idanha-a-Nova
2018-10-17 03:46:47
Povo da Beira

O futuro Hotel do Templo vai nascer do aproveitamento turístico da Casa Marrocos, um fascinante solar urbano na aldeia histórica de Idanha-a-Velha, concelho de Idanha-a-Nova.

O projeto foi apresentado em Lisboa, na Casa do Concelho de Idanha-a-Nova, pelo presidente da Câmara Municipal, Armindo Jacinto, na presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

O Hotel do Templo prevê uma unidade turística de 45 quartos numa área total de 5740 m2, tendo sido lançado o concurso público no âmbito do programa Revive, promovido pelo Governo Português.

“O Hotel do Templo será um espaço diferenciador de toda a oferta existente”, referiu.

Armindo Jacinto, presidente da Câmara de Idanha-a-Nova. “O objetivo é que o projeto conte os dois mil anos de história da civilização ocidental presentes em Idanha-a-Velha”.

O autarca salientou a importância de encontrar "bons parceiros" e referiu que “toda a aldeia de Idanha-a-Velha é um espaço de animação onde a história está viva”, classificado como Monumento Nacional.

A Secretária de Estado do Turismo, que esteve presente na sessão pública de apresentação do Hotel do Templo, lembrou que o programa Revive "pretende fazer do património um motor de desenvolvimento".

“As pessoas vêm a Portugal porque encontram sítios, experiências e histórias únicas, muitas delas relacionadas com o nosso passado e as nossas raízes. É o caso do que sucede em Idanha-a-Velha”, referiu Ana Mendes Godinho.

A governante considera que Idanha é “uma inspiração”. “É graças ao vosso trabalho que Portugal está a chegar aos quatro cantos do Mundo. O que sinto em Idanha é aquilo que está a fazer mudar o país: acreditar e fazer acontecer”, concluiu.



Última edição