Projeto “Gado Sapador” vence prémio de inovação social da REN
Fundão
2018-11-24 10:57:21
Povo da Beira

O projeto “Gado Sapador”, da Agência de Desenvolvimento Gardunha 21, do Fundão, foi o vencedor da quinta edição do Prémio AGIR da REN – Redes Energéticas Nacionais, este ano dedicado ao tema da preservação do património natural.

 

O prémio, de 30 mil euros, será entregue numa cerimónia que irá ter lugar no dia 26 de novembro, às 12 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal do Fundão.

 

O mote deste projeto autossustentável é defender e fomentar a vigilância da floresta contra incêndios, recorrendo a rebanhos de ovelhas e cabras geridos por pastores, permitindo gerar mais verbas próprias com a comercialização do leite, queijo e carne, provenientes dos rebanhos.

 

A serra da Gardunha é caracterizada por uma extensa área de baldios em risco de abandono, potenciando o perigo de fogos. É aqui que se desenvolve a iniciativa “Gado Sapador”, com o objetivo da prevenção de incêndios através da prática do pastoreio. Desta forma, a limpeza do mato da floresta é feita por rebanhos de duas espécies nativas da região – a Cabra Charnequeira Beiroa e a Ovelha Churra do Campo – que ao comerem e pisarem o pasto irão controlar os fatores de combustão e criar condições para a reprodução natural do castanheiro e do carvalho, duas espécies autóctones desta região, que funcionam como barreiras físicas à progressão de incêndios. Por outro lado, a presença de pastores que gerem os rebanhos favorece a vigilância e uma mais rápida deteção de incêndios.

 

O projeto “Gado Sapador” irá permitir ainda gerar emprego, envolvendo várias instituições regionais parceiras do projeto, nomeadamente a Câmara Municipal do Fundão, a Junta de Freguesia do Souto da Casa, o Clube de Produtores do Fundão, a Associação de Caça e Pesca do Souto da Casa, a Associação de Queijeiros da Soalheira e a Associação de Defesa Sanitária da Cova da Beira.



Última edição