Alcains lutou, mas Benfica e Castelo Branco venceu
Desporto
2018-12-05 11:59:34
Povo da Beira

O derby do concelho de Castelo Branco entre o Benfica local e o CD Alcains voltou a disputar-se, após oito anos de ausência, para competições oficiais. O palco foi o Vale do Romeiro e a partida contava para a Série C do Campeonato de Portugal.

Os visitantes entraram bem no encontro, a jogar no campo todo e criaram mesmo a primeira situação de perigo. Edema fugiu na esquerda, veio para dentro e rematou cruzado, mas André Caio sacudiu com segurança.

O Alcains continuava mais pragmático e teve mais uma boa ocasião. Grande arrancada de Ruben Nogueira, que isolou Léo, mas o extremo, em boa posição para finalizar, tentou servir Edema e a defensiva contrária cortou o lance.

Os locais pareciam meio apáticos a nível defensivo e o adversário aproveitava para criar perigo. Léo, mais uma vez, com bom remate de longe, mas o guardião albicastrense defendeu para canto.

O primeiro sinal ofensivo dos albicastrenses surgiu à passagem do minuto 20, com um cabeceamento de João Vasco, que passou ao lado da baliza.

Os “encarnados”, contra a corrente do jogo, adiantaram-se no marcador. Zézinho cruzou na esquerda e, ao primeiro poste, João Vasco, de primeira, encostou para o fundo da baliza.

Um golo muito penalizador para os pupilos de João Laia. O Alcains fez uns primeiros 20 minutos muito bons e estava melhor na partida.

A turma de Sérgio Gaminha, em vantagem, estava mais confortável no jogo e Dani Rodriguez, após uma grande jogada coletiva na esquerda, esteve muito perto de dilatar o resultado.

Após o golo de João Vasco, o Benfica e Castelo Branco ganhou confiança e tornou-se muito mais perigoso, principalmente pelas alas. Jordão, servido por Dani Rodriguez, falhou, à boca da baliza, o toque no esférico.

Na segunda parte, os visitantes foram à procura do prejuízo, controlavam a partida, mas sem conseguir criar verdadeiras situações de perigo junto da baliza de André Caio.

Os albicastrenses procuravam defender bem e apostar na velocidade de Dani Rodriguez e Jordão. Ainda assim, João Gomes não tinha muito trabalho nestes segundos 45 minutos.

A equipa da casa, a cerca de 20 minutos do fim, podia ter acabado com as dúvidas quanto ao vencedor. Dani Matos, com um grande passe, isolou Jordão, mas o médio atirou por cima da baliza.

Até ao apito final, a turma da vila de Alcains forçou, pelo menos, o empate, mas os locais souberam gerir a vantagem e garantir os três pontos no derby do concelho.

O triunfo faz com que o Benfica e Castelo Branco recupere o 3.º lugar, com 24 pontos, estando a dois do 2.º classificado, União de Leiria, e a quatro pontos do líder, Vilafranquense.

O Alcains continua na zona de despromoção, na 17.ª posição, com nove pontos, estando a cinco da primeira equipa acima da linha de água, Santa Iria.

Na próxima jornada, os albicastrenses enfrentam, fora de casa, o Fátima. Os pupilos de João Laia recebem o GS Loures, conjunto também em zona de descida.

FICHA DE JOGO

Estádio: Vale do Romeiro

Árbitro: Renato Gonçalves

BENFICA E CASTELO BRANCO: André Caio, André Cunha, Diogo Costa, Issouf, Zézinho, Ailson, Dani Matos (Pedro Almeida 73’), Rafa Pinto (L. Silveiro 59’), Jordão (Landry 88’), Dani Rodriguez, João Vasco

Treinador: Sérgio Gaminha

Suplentes não utilizados: João Lourenço, Caetano, Miguel Lopes, Filipe Veloso

CD ALCAINS: João Gomes, Fábio Mariano, Nuno Ramos, Fábio Sousa (Samuel 83’), Kaba, Abudu, L. Gustavo (Miguel 83’), Ruben Nogueira, Léo, Edema, Maurício (Yero 55’)

Treinador: João Laia

Suplentes não utilizados: Gonçalo Nunes, Miguel, Sunday, Reigones, Gedson

GOLOS: João Vasco (21’),

Disciplina: Leo (25’), Fábio Sousa (25’), Maurício (35’), Dani Matos (43’), Edema (67’), João Vasco (84’), Kaba (90’)

Sérgio Gaminha, treinador do Benfica e Castelo Branco:

“Não foi um jogo bonito nem me parece ter sido um bom espetáculo. Creio que não fizemos um bom jogo, houve demérito da nossa parte, mas também penso que houve mérito da parte do Alcains. Entrou melhor nas duas partes e criou-nos dificuldades. Admito que o Alcains merecia sair daqui com outro resultado. Acho que fomos felizes, apesar de não termos feito um bom jogo”.

João Laia, treinador do CD Alcains:

“Foi uma partida à imagem do que têm sido as últimas. Entramos bem no jogo, de certa forma acho que entrámos melhor que o Benfica CB. Precisávamos muito dos pontos e viemos jogar para ganhar. Estávamos a jogar bem e tínhamos o jogo controlado. Antes do golo, o Benfica só teve uma oportunidade. Reagimos bem ao golo, tivemos a jogada do penálti que não foi marcado sobre o Edema. Isto virou o jogo e começámos a jogar com alguma raiva, com mais coração do que cabeça e o Castelo Branco soube tirar proveito disso”.



Última edição