IPCB recebeu visita do Secretário de Estado da Valorização do Interior
Educação
2019-01-27 11:27:44
Povo da Beira

O Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) recebeu no dia 22 de janeiro a visita do Secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino, tendo a agenda incluído uma reunião de trabalho.

No encontro estiveram presentes o Presidente, Vice-presidente e Administradora do IPCB, Diretores das Escolas Superiores do IPCB e Coordenadores das Unidades de Investigação e Desenvolvimento do IPCB, assim como uma visita às escolas superiores de Tecnologia, Saúde Dr. Lopes Dias e Artes Aplicadas.

João Paulo Catarino manifestou a sua satisfação por estar na instituição onde completou os seus estudos superiores, salientando a importância do IPCB na valorização dos produtos produzidos na região, que considerou terem hoje em dia com a mesma qualidade e imagem dos seus congéneres de outros países europeus.

O Secretário de Estado da Valorização do Interior elencou depois um conjunto de desafios e oportunidades de parceria entre o IPCB, as empresas e outras instituições públicas e privadas, nomeadamente na área da investigação na fileira do pinheiro bravo, na criação de projetos para a prestação de apoio domiciliário a pessoas idosas (particularmente nos sete concelhos afetados pelos incêndios de 2017), a criação de polos dos museus nacionais no interior do país ou valorização do turismo no interior e valorização dos produtos endógenos.

O Presidente do IPCB salientou que a instituição tem por princípio responder afirmativamente aos desafios que lhe são colocados, dando como exemplo o aumento de 5% das vagas disponíveis para o concurso nacional de acesso ao ensino superior no ano 2018, que permitiu aumentar o número de novos estudantes no IPCB.

António Fernandes mencionou que o IPCB tem neste momento cerca de 100 docentes integrados nas Unidades de Investigação e Desenvolvimento do IPCB, em áreas mencionadas por João Paulo Catarino, referindo que o processo de reestruturação interna do IPCB que está agora a iniciar-se terá como objetivo criar uma organização que seja internamente mais eficiente e que a nível externo consiga captar mais jovens para o ensino superior, nacionais e internacionais, e melhorar a cooperação efetiva com os parceiros institucionais.



Última edição