Obra “Renascer” interpretada na Fundação Calouste Gulbenkian
Fundão
2019-02-01 11:03:21
Povo da Beira

O Coro Misto da Beira Interior, o Grupo de Cantares da Fatela e o Coro Infantil da Beira Interior subiram, no dia 28 de janeiro, ao Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, para interpretar a obra “Renascer”, de Luís Cipriano.

A reacção do público, aplaudindo todo ele em pé, reflete o impacto da obra assim como o desempenho de todos os que estiveram em palco.

Guilherme de Oliveira Martins, Administrador Executivo da Fundação Calouste Gulbenkian, foi dos mais entusiastas, tendo descido aos bastidores para transmitir o seu apreço pelo trabalho desenvolvido pela Associação Cultural da Beira Interior, referindo a sua importância no desenvolvimento cultural do Interior.

Também a Câmara Municipal do Fundão se fez representar através da vereadora da Cultura, Alcina Cerdeira e a Câmara da Covilhã através do Presidente Victor Pereira e vereadores.

A obra “Renascer” foi encomendada pela autarquia do Fundão e estreada nesta cidade no dia 24 de Março do ano passado.



Última edição