Municípios, AFCB e FPF assinam protocolo para provas e atividades desportivas
Desporto
2019-02-06 11:22:44
Povo da Beira

O Município da Sertã, Proença-a-Nova e Idanha-a-Nova, a Associação de Futebol de Castelo Branco (AFCB) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) assinaram, no dia 1 de fevereiro, o protocolo de homologação de provas e atividades desportivas.

O primeiro a ser assinado foi na Sertã, no Salão Nobre da Câmara Municipal. Na cerimónia, José Farinha Nunes, presidente da autarquia, destacou o Torneio de Futsal Luís Gouveia.

“É um dos principais eventos desportivos do concelho da Sertã, prova organizada pelo Município da Sertã desde 1997, decorrendo já a sua 22.ª edição. O trabalho de vários anos que ajudaram a cimentar esta competição é agora reconhecido pela Federação Portuguesa de Futebol que homologou este torneio, conferindo-lhe um cunho e uma validade que em muito contribuirão para o seu reconhecimento e desenvolvimento futuro”, prosseguindo.

“Constitui motivo de orgulho e uma enorme responsabilidade, pois o torneio ascende agora a um novo patamar competitivo, que importa manter nos próximos anos”, reforçou.

Manuel Candeias, Presidente da Associação de Futebol de Castelo Branco, referiu-se ao futebol e ao futsal como sendo das “atividades sociais mais influentes para a divulgação do concelho,” e explicou que a homologação do torneio visa a prática desportiva “com mais segurança e protecção para todos”, alicerçada na “ideia do futebol para todos”, o “futebol verdade, da saúde, do respeito mútuo, e dos milhões de praticantes”, “do convívio e da amizade e em que o fairplay dita a postura”.

Fernando Gomes, Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, sublinhou a “importância do trabalho e do apoio das autarquias que permite que muitos jovens tenham a possibilidade de praticar desporto” que, de outra forma não seria possível.

O protocolo tem como principal objetivo assegurar a segurança das instalações desportivas, a saúde e a protecção dos atletas. A homologação permite a integração dos cerca de 160 atletas das 13 equipas “debaixo do guarda-chuva da Federação Portuguesa de Futebol, que usufruirão de uma série de serviços” disponibilizados pela própria federação: ações de formação de dirigentes, treinadores, apoios para provas, etc.

No final da manhã de dia 1, o Salão Nobre da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, recebeu a assinatura do protocolo. João Manso, vice-presidente do autarquia, salientou a importância que a Taça do Município tem para a dinamização dos polidesportivos.

“A Taça do Município tem um papel crucial na dinamização dos polidesportivos das associações, promove igualmente o espírito de pertença nas diversas localidades que participam, mas também proporciona momentos de convívio e de desportivismo entre associações”, disse.

O presidente da AFCB enalteceu a dinamização do futebol e do futsal por parte do Município, da ADCPN e do Núcleo de Juventude, dizendo que “Proença-a-Nova é um concelho com um prestígio muito grande ao nível das provas de futebol que honram e enobrecem o concelho e o distrito de Castelo Branco”.

Fernando Gomes concluiu afirmando que foram assinados cerca de 40 protocolos deste género, contemplando já cerca de 40 mil atletas, por todo o país, que fazem parte da família da Federação Portuguesa de Futebol.

Na parte da tarde, o Município de Idanha-a-Nova assinou igualmente o respetivo protocolo de homologação de provas e atividades desportivas.



Última edição