Empate atrasa as duas equipas
Desporto
2019-04-10 11:01:22
Povo da Beira

A liderança disputava-se no Vale do Romeiro. O Benfica e Castelo Branco, atual 4.º classificado, recebia o Anadia, líder em igualdade pontual com o União de Leiria. As duas equipas estavam separadas por dois pontos na tabela classificativa, com vantagem para os visitantes.

E o jogo não podia começar de pior maneira para os albicastrenses. Logo no segundo minuto do encontro, na sequência de um livre lateral, Marcelo Santiago saltou mais alto e atirou para o fundo da baliza, não dando hipóteses ao guarda-redes.

O conjunto da casa tentava reagir à desvantagem, mas os forasteiros estavam muito confortáveis e traziam a lição bem estudada, com dois jogadores a fechar as laterais, um dos pontos mais fortes dos “encarnados” ofensivamente.

Leandro Vieira, à passagem da meia hora de jogo, esteve muito perto de dilatar a vantagem, com um grande remate cruzado.

Até ao intervalo, os locais tiveram mais posse de bola, mostravam vontade, mas sempre com um jogo muito previsível e sem criar verdadeiro perigo. Por seu lado, o adversário geriu a vantagem e conseguia, a espaços, chegar perto da baliza de André Caio.

 Sérgio Gaminha, durante o intervalo, fez duas alterações de uma vez, num sinal claro que alguma coisa tinha de mudar. Caetano e Rafa Pinto entraram para os lugares de Babia e Silla, numa mudança do xadrez albicastrense.

As mudanças fizeram-se sentir e, logo nos primeiros minutos da segunda metade, Jordão, de cabeça, esteve muito perto de igualar o marcador.

Os “encarnados” estavam melhor na partida e chegaram mesmo ao empate. Cruzamento na esquerda de Caetano, com João Vasco, no meio da área, a cabecear para a baliza. Dá a ideia que o esférico ainda bate no adversário antes de entrar.

A turma da casa estava muito bem e teve uma oportunidade soberba para confirmar a cambalhota no marcador. Recuperação de bola dentro da área e João Vasco, Dani Matos e Abdel tentaram o remate, mas a bola esbarrou sempre num adversário.

No tempo de compensação, os forasteiros estiveram perto de voltar para a frente do resultado, mas André Caio opôs-se com uma boa intervenção ao remate de Rui Rainho.

O empate atrasa as duas equipas na luta pelos lugares de play-off, agora ocupados pelo União de Leiria e Vilafranquense.

Com este empate, o Benfica e Castelo Branco continua na 4.ª posição, com 56 pontos, agora a quatro pontos da liderança e a três do 2.º classificado. Os albicastrenses, na próxima jornada, disputam o derby do concelho, fora de casa, com o CD Alcains.

 

FICHA DE JOGO

Estádio: Vale do Romeiro

Árbitro: João Mendes

BENFICA E CASTELO BRANCO: André Caio, André Cunha (Dani Matos 64’), Diogo Costa, Pedro Eira, Babia (Rafa Pinto 45’), Zézinho, Silla (Caetano 45’), Aílson, Jordão, Abdel, João Vasco

Treinador: Sérgio Gaminha

Suplentes não utilizados: Gonçalo Nunes, Sani, Rafa Pinto, Diogo Nunes, Dani Rodriguez

ANADIA: Alexandre Verdade, João Nogueira, Pedro Santos, Kaká, Rui Rainho, Aranha, Maurício Júnior, Tika, Ruben Silvestre (Mino 77’), Marcelo Santiago (Manuel Garruço 87’), Leandro Vieira

Treinador: Nuno Pedro

Suplentes não utilizados: Manuel Gama, Alexandre Pereira, Michael dos Santos, Sérgio Nogueira, Marcelo Dias

GOLOS: Marcelo Santiago (2’), João Vasco (65’)

Disciplina: Jordão (24’), Kaká (29’), Ruben Silvestre (29’), Alexandre Verdade (59’)

Sérgio Gaminha, treinador do Benfica e Castelo Branco:

“O jogo fica definido por um golo do Anadia muito cedo. muda qualquer estratégia que tivéssemos e obriga-nos a fazer muitas alterações no decorrer do encontro. Assumimos o jogo, nem sempre bem, tivemos alguma circulação muito previsível. Estou orgulhoso do trabalho que fizemos, com muita alma e entrega. Acabámos o jogo com quatro jogadores de 20 anos e a equipa não se escondeu, assumiu o jogo e acho que chegámos ao empate com mérito e o resultado acaba por ser justo”.



Última edição