Hortense Martins: “Foi um resultado muito bom e expressa a confiança das pessoas no PS”
Castelo Branco
2019-10-09 10:29:31
Povo da Beira

Hortense Martins, cabeça de lista do Partido Socialista (PS) para o distrito de Castelo Branco, estava visivelmente satisfeita com os resultados alcançados no distrito, considerando a eleição de três deputados um resultado extraordinário”.

“Foi um resultado muito bom, que expressa bem a confiança que as pessoas têm no Partido Socialista (PS). Entendemo-lo como um reconhecimento do trabalho desenvolvido ao longo deste tempo, a valorização das propostas do PS para o próximo mandato, assim como a equipa que apresentámos às eleições. O distrito exprimiu-se de forma extraordinária e muito expressiva com a eleição de três representantes para a Assembleia da República”, congratulou-se Hortense Martins.

Recorde-se que, em 2009, o distrito passou a eleger apenas quatro deputados e, desde então, PS e PSD tinham conquistado sempre o mesmo número de mandatos (dois cada um), mas nestas eleições o PSD teve apenas 26,33% dos votos e perdeu um deputado.

A deputada socialista realçou também os resultados nos concelho em que o PS não venceu e destacou a vitória em Proença-a-Nova, a primeira do partido em eleições legislativas.

“Como se vê tivemos vitórias em oito concelhos do distrito, mas também tivemos excelentes resultados mesmo em concelhos na zona do Pinhal, como Proença-a-Nova – em que o PS venceu pela primeira vez nas eleições legislativas – assim como na Sertã, em que o partido não é poder autárquico”, reforçou.

Hortense Martins, que segue para a quinta legislatura na Assembleia da República, considera que este resultado é uma “grande derrota” para o PSD.

“Com este resultado ficou claro a vontade das pessoas ao reverem-se nas propostas do PS. Fica claro também a grande derrota que sofreu o PSD. Destaco ainda que, com este resultado, fica óbvio que as políticas positivas do interior têm a marca do PS e é no partido que as pessoas se revêem”, afirmou.

Para os próximos quatro anos, as proposta do PS local para o distrito passam essencialmente pelas infraestruturas, “como o IC 31 e a Linha da Beira Baixa”.

“As propostas para os próximos quatro anos estão em várias vertentes, nomeadamente nas infraestruturas, com a ligação a Espanha, através do IC 31, com a conclusão das obras da Linha da Beira baixa”, explicou, mas não se ficam por aqui.

“ (…) com o reforço da saúde na ULSCB e na prestação de cuidados às populações, quer através desta unidade de saúde, quer através do Centro Hospitalar da Cova da Beira. E o reforço das escolas e da educação no Ensino Superior. Esses pilares, tendo como base também a cultura, fazendo de Castelo Branco um distrito que se afirme pela sua dimensão inovadora e de atração de pessoas para a região”, adiantou.

Hortense Martins deseja também uma “descriminação de políticas positivas nas mais diversas vertentes – mobilidade, mas também na atração de empresas e apoios à natalidade”, concluiu.

O PS alcançou, em Castelo Branco, o segundo maior resultado a nível nacional, ficando apenas atrás de Portalegre.



Última edição