Albicastrenses voltam a sofrer nos descontos
Desporto
2019-11-06 10:38:35
Povo da Beira

O Benfica e Castelo Branco deslocou-se aos Açores, onde foi derrotado (2x1) pelo Praiense. Tal como aconteceu na última jornada, os albicastrenses sofreram o golo da derrota em tempo de compensação.

A deslocação à ilha não se perspetivava nada fácil para os pupilos de Pedro Barroso. Os “encarnados” iam encontrar uma equipa que, já há alguns anos, é um crónico candidato à subida.

Ainda assim, os visitantes começaram bem, sem medo de fazer o seu jogo e foram premiados com um golo: Rafa Pinto, ainda antes de se completarem os primeiros 20 minutos, faturou e inaugurou o marcador.

Os açorianos reagiram ao tento sofrido e à passagem da meia hora chegaram ao empate. João Peixoto fez o gosto ao pé e restabeleceu a igualdade, desta feita a uma bola.

Apesar do bom futebol das duas equipas, o resultado não se alterou mais até ao intervalo.

Na segunda parte, as coisas até começaram bem para os forasteiros. Ragner recebeu ordem de expulsão e deixou a equipa da casa a jogar com dez elementos, quando ainda faltavam disputar meia hora de jogo.

Apesar da superioridade numérica, os albicastrenses não conseguiram colocar-se na frente do marcador e, já em tempo de compensação, acabaram por sofrer o golo da derrota.

O árbitro assinalou grande penalidade e João Peixoto aproveitou para bisar no encontro e garantir os três pontos para os açorianos.

Nos poucos minutos que faltavam para o apito final, a turma de Castelo Branco ainda reclamou uma grande penalidade, mas o árbitro nada assinalou.

O Benfica CB, com esta derrota, fica na 11ª posição, com 11 pontos, estando já a sete pontos da liderança. Os pupilos de Pedro Barroso, na próxima jornada, recebem o Vitória de Sernache, num derby do distrito.

FICHA DE JOGO:

Estádio: Municipal da Praia da Vitória

Árbitro: Pedro Ferreira

SC PRAIENSE: Tiago Maia, Bruno Sousa, Diogo Careca, Weliton Matos, Itto Cruz, João Peixoto, Diogo Moniz (Márcio Augusto 60’), Sérgio Teles (Ricardinho 85’), Ragner, Cristiano Magina (Marcos Silva 67’), Filipe Andrade

Treinador: Francisco Agatão

Suplentes não utilizados: Fábio Pimentel, Alexsandro Ribeiro, Matheus Souza

BENFICA E CASTELO BRANCO: André Caio, André Cunha, Babia, Léo Araújo, Zezinho, Djibril, Rafa Pinto (Gilson Varela 83’), Diogo Silva, Kalunga (Celsinho 90’), Clayton Leite (Murilo 67’), Stevey

Treinador: Pedro Barroso

Suplentes não utilizados: João Gomes, Pedro Eira, Miguel Machado, Motty

GOLOS: Rafa Pinto (17’), João Peixoto (30’, 90’ g.p.)

Disciplina: Diogo Moniz (38’), André Caio (38’), Tiago Maia (39’), Zezinho (47’), Ragner (65’), Marcos Silva (67’)

Cartão Vermelho: Ragner (65’)



Última edição