Centro Cultural Raiano comemorou 23º aniversário
Idanha-a-Nova
2020-02-05 09:46:58
Povo da Beira

O Centro Cultural Raiano (CCR), em Idanha-a-Nova, assinalou o seu 23º aniversário com o espetáculo “Cinco sopros para uma paisagem”, no passado domingo, 2 de fevereiro.

A iniciativa celebrou o papel do CCR na dinamização cultural da região e do país, promovendo Idanha-a-Nova em Portugal e no estrangeiro enquanto polo cultural, de conhecimento e criação artística.

Neste espetáculo comemorativo, João Carlos Sousa, vereador da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, fez um balanço muito positivo dos 23 anos do CCR.

“O Centro Cultural Raiano é uma das grandes referências culturais do concelho de Idanha-a-Nova, considerado o último Castelo Raiano. Este equipamento assume um papel central na coordenação da rede museológica do nosso município. É também aqui que desenvolvemos trabalho valioso nas áreas da antropologia, da conservação e restauro, da geologia, do turismo, entre outras. O CCR dispõe igualmente de salas de exposições de grande prestígio, que acolhem desde várias mostras de arte contemporânea às memórias da nossa região”, assinalou.

João Carlos Sousa lembrou ainda que “é a partir do CCR que o Município de Idanha-a-Nova promove e recebe grande parte da sua programação cultural, mas também colóquios, seminários, formações e outras atividades”.

As comemorações deste ano ficaram marcadas pelo espetáculo “Cinco sopros para uma paisagem”, dedicado a Benjamim Pereira (1928-2019), figura tutelar da antropologia portuguesa e interveniente chave no processo de criação do CCR.

O evento contou com a participação de Isabel Silvestre, Vozes de Manhouce, Idalina Gameiro e Noa Noa (Tiago Matias, Baltazar Molina e Filipe Faria).

Organizada pelo Município de Idanha-a-Nova, a iniciativa integrou a programação do Projeto 5: “5 Municípios, 5 Culturas, 5 Sentidos”, cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional).



Última edição