Município distingue quatro personalidades com a medalha de ouro
Castelo Branco
2020-02-14 10:12:32
Povo da Beira

O Município de Castelo Branco vai distinguir Manuel Cargaleiro, Fernando Dias de Carvalho, Arnaldo Brás e Maria de Lourdes Pombo pelo relevante serviço prestado à sociedade nas respetivas áreas de atuação.

A distinção vai decorrer a 20 de março, dia em que Castelo Branco celebra os 249 anos de elevação a cidade.

Luís Correia, autarca de Castelo Branco, propôs, em reunião de Câmara privada, a atribuição da medalha de ouro a estas quatro personalidades, que foi aprovada por unanimidade.

O Mestre Manuel Cargaleiro, ceramista e pintor reconhecido a nível nacional e internacional, já participou em exposições particulares e coletivas nos quatro cantos do mundo.

Natural do distrito Castelo Branco, “o seu contributo para o enriquecimento da oferta cultural presente na cidade é inestimável, numa coleção que conta com mais de 300 obras no Museu Cargaleiro”, destaca a autarquia, em comunicado.

Fernando Dias de Carvalho, médico pediatra, foi o grande impulsionador do Hospital Amato Lusitano e o seu primeiro diretor, entre 1975 e 1986, foi também Presidente da CIJE – Casa da Infância e Juventude – e da APPACDM de Castelo Branco – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental.

“Um verdadeiro humanista que dedicou o seu serviço em prol dos mais vulneráveis, as crianças”, refere.

Para além dos vários cargos de cariz político que assumiu, onde se incluem 20 anos como Vereador (1998 – 2013) e Vice-Presidente (2013 – 2017) na Câmara Municipal de Castelo Branco, Arnaldo Brás é, atualmente, Presidente de Direção da Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento desde 1998.

“A sua ação contribuiu para o desenvolvimento de inúmeros projetos de cariz social”, nomeadamente, no combate às desigualdades e à violência doméstica, no apoio aos imigrantes e minorias étnicas e no apoio à terceira idade com a USALBI – Universidade Sénior Albicastrense. Em 2017 foi eleito para a Assembleia Municipal que atualmente preside.

Maria de Lourdes Pombo foi deputada à Assembleia da República eleita pelo círculo eleitoral de Castelo Branco e foi membro da Assembleia Municipal durante 14 anos.

Fundadora da APPACDM de Castelo Branco onde, atualmente, exerce a função de Presidente, exerce ainda funções de Presidente da UDIPSS de Castelo Branco – União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social –, de Vice-presidente da Assembleia Geral da HUMANITAS – Federação da Deficiência Intelectual – e de Vogal da Direção da CNIS – Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade Social.



Última edição